terça-feira, 24 de março de 2009

Salão do Livro Infantil do Rio.


Oba, eu vou e de carona na vassoura turbinada da minha Fada Emburrada. O livro, da editora Elementar com as lindíssimas ilustrações do Romont Willy, em menos de nove meses já está no prelo com a segunda edição. Quase todos os três mil exemplares da primeira tiragem já ganharam asas, moram em escolas, bibliotecas e nas estantes dos meus queridos leitores. Para celebrar o suceeso dessa fadinha carrancuda, fiz mais uma cantiga. Pra vocês, a letra da Balada da Fada Emburrada
Que coisa mais engraçada
Uma fada emburrada
Nunca ri de nada
Nunca ri pra nada
Fada Emburrada
Onde foi que você esqueceu
Seu estoque de risada ( refrão)
Será que desapareceu
em plena floresta encantada
Que fada mais emburrada
Sempre de cara fechada
Nem parece uma fada
Sempre, sempre enfadada.
(refrão)



2 comentários:

Tatiana Oliveira - AEI-LIJ DF disse...

Oi Ale!
Adorei a letra da música! Quando é que vou ouvir você cantando? Preciso falar contigo. Você foi adotada no Canarinho e eles querem marcar uma visita. Veja aí a sua agenda para o dia 21 e 22/05... Será que vai ser lá que vou ouvir a música da fada? Ah, se eu não ouvir logo vou ficar emburrada!
Bjins
Tati

Alessandra Roscoe disse...

Oi, Dona Tati!

Fique certa que não faltarão oportunidades para cantarmos juntas a Balada da Fada Emburrada, não precisa fazer biquinho, viu? Estou nos mesmos lugares e telefones de sempre. Quando o celular não atende é porque estou em casa. Pode tentar!
beijocas desemburradas