terça-feira, 3 de março de 2009

Para Luiza


Minha alma transborda de emoção

E nada é o que parece

Quando suas mãozinhas em prece

Em suave e não sabida oração

conduzem-me ao seu mundo silencioso

E eu, que nada sabia

sobre o íntimo esconderijo das paixões, novelo misterioso

tecendo emoções, costuradas com uma ingênua sabedoria,

encanto-me, repleta do mar que lhe transborda dos olhos e de toda a sua intensidade

querendo congelar nosso instante

eternizar a plena felicidade,

que você, pequena, faz maior e tão vibrante.

Ah, Luiza! Como bem profetizou o poeta Marco Miranda,

você veio sorrindo, continua sorrindo

e numa doce e envolvente ciranda,

fez do meu mundo um lugar tão lindo!

4 comentários:

Anônimo disse...

Que linda!!!!!!!!

Adriana disse...

a agua q ameacou brotar de meus olhos traduz o q acabei de ler...
saudades dai.

Sandra Ronca disse...

Linda, Alessandra! Benção de Deus!
Parabéns!
Beijos.

Alessandra Roscoe disse...

Confesso a vocês que também acho linda e encantadora esta minha pequena grande dádiva!
Beijos,