domingo, 22 de março de 2009

Diferenças

Encontrei nas terras de cá as semelhanças das diferenças. Tudo é muito e o pouco é muito.Do pouco, meu olhar resgata a fome, a pobreza, os "desabrigados" da vida. Do muito, vêm as cores, as gentes, os tamanhos, os sabores e amores. Este meu país chamado Brasíndia é mais próximo que os mapas que Vasco da Gama desenhou.Quantos desabrigados da vida estão nos nossos sertões, costões e paredões das grandes cidades? Quantos abastados da vida estão nas trincheiras de seus carros, trabalhos, granitos e fartura ? Aqui e lá. Ambos lugares de um mesmo lugar. Isso me faz pensar no que é a distância de fato, já que por aqui também se morre e se nasce."Vou me embora para Pasargada..." vou me embora de cá, deixando um rastro no ar:shivas, kalis, ganeshas, krisnas.Todos nomes não fosse o altar!

Postado por Adriana Dornellas ainda na Índia.

2 comentários:

Adriana disse...

Cumadi! Q bom q vc colocou os devidos acentos...e do concurso:posso mandar um limerique?????

Alessandra Roscoe disse...

Claro que pode mandar o limerique!
Beijo!