quarta-feira, 5 de agosto de 2009

E por falar em Tapetes e Histórias...

Antes era assim: em volta do fogo, num ritual de sons, palavras e silêncios, as pessoas se juntavam pra contar e ouvir histórias... Muito da nossa cultura popular se preservou desse jeito, graças à oralidade, às narrativas que eternizaram as rodas. Depois, nas casas, nos alpendres, em volta das cadeiras dos mais velhos, os jovens se reuniam para ouvir os relatos e mesmo as invenções dos mais vividos e experientes. Hoje, pouca gente mantém viva a tradição das histórias contadas diariamente, dos momentos exclusivos dedicados aos "causos". Alguns ainda ninam seus filhos, ou os netos com histórias na beira da cama, mas nossa oralidade anda perdendo vez para tanta coisa!
Em meio aos avanços todos da tecnologia que afasta e aproxima mundos e pessoas, poder mergulhar num passado nem tão remoto assim e ser convidada para uma Roda de Histórias pública é um privilégio!
Pois sou privilegiada: estarei contando histórias na Roda dos Tapetes Contadores de Histórias, na Caixa Ecônomica Federal, no próximo domingo, dia 09/08 a partir das 19 horas, no prédio redondo, Átrio dos Vitrais, onde acontece a Exposição: Pé de Moleque, pede palavra!

A primeira, das várias Rodas que fizeram girar as narrativas por aqui, teve Tino Freitas e Sumaya, como contadores convidados.

Em torno da palavra, ouvidos atentos, vozes certeiras, tantos gestos...

Como no interior e nas salas e quintais de minha infância, café, chá, bolo e histórias, muitas histórias. E como a Roda não pode deixar de girar, o público é convidado a entrar e também contar suas histórias!

Um comentário:

Dri Viaro disse...

Oi, vim conhecer seu blog e desejar um bom dia
bjsss

aguardo sua visita :)