terça-feira, 14 de abril de 2009

Entra no ar o site Memórias da Literatura Infantil e Juvenil

Precursores da classe literária brasileira reunem-se em homenagem aos 90 anos de Tatiana Belinky e inauguram o web site Memórias da Literatura Infantil e Juvenil
Web site que será inaugurado nesta terça-feira, 14/04, revela bastidor inédito da trajetória de vida e da obra de autores, ilustradores e editores consagrados.
A festa acontece logo mais às 19h, no Auditório do SESC Vila Mariana, em São Paulo. Recebi o convite da escritora Regina Gulla e fiquei morrendo de vontade de estar lá! Pena que a geografia não permita! O Museu da Pessoa realiza o lançamento do web site Memórias da Literatura Infantil e Juvenil, evento que reúne precursores da classe literária brasileira e oferece uma oportunidade única de interação entre o público e a obra de autores e ilustradores clássicos como Ana Maria Machado, Pedro Bandeira, Ricardo Azevedo, Ruth Rocha, Ziraldo, dentre outros. É esperada a presença de autores como Anna Flora, Cláudio Fragata, Edy Lima, Fanny Abramovich, Mirna Pinsky e Mery França; críticos literários, como Edmir Perrotti e Nelly Novaes Coelho; ilustradores como Eliardo França e Alcy Linares; David José, ator que fez o primeiro Pedrinho do Sitio do Pica-pau Amarelo para a TV; editores de obras literárias, educadores e amantes da literatura, que poderão acompanhar de perto cerimônia especial em homenagem aos 90 anos de Tatiana Belinky e prestigiar o lançamento deste novo canal virtual literário.O site http://www.memoriasdaliteratura.art.br pela primeira vez, detalhes da trajetória e da obra de 45 mestres da área literária e conta com mais de 40 entrevistas exclusivas disponibilizadas em texto, áudio e vídeo, além de biografias e uma ampla pesquisa de referências bibliográficas.A história da literatura infantil e juvenil é apresentada a partir de um mosaico de relatos pessoais daqueles que ajudaram a construir esta arte no país. Para os realizadores, o projeto traz uma relevante contribuição para o registro, a preservação e a democratização da história de vida de uma primeira geração de autores clássicos, cuja obra firmou os alicerces da literatura infantil e juvenil nas décadas de 60 e 70. Para Ricardo Azevedo, um dos entrevistados, "O Brasil é um país extraordinariamente desigual, e a literatura infantil pode ocupar um papel muito interessante, como um espaço mediador entre uma certa cultura erudita e a maioria das pessoas". O site disponibiliza ao público 2 horas e meia de vídeos editados, dez arquivos de áudio com autores narrando trechos de obras famosas e 1.500 páginas de narrativas, além de um acervo de fotografias raras e ilustrações que marcaram época. Para Ziraldo, um dos entrevistados, "esse tipo de trabalho, para um entendimento futuro do nosso tempo e do nosso país, é muito importante".
Filhos de Lobato
Por meio do site, o público terá acesso a fóruns de discussão e conhecerá uma exclusiva Linha do Tempo, cujos marcos históricos foram construídos pelos próprios entrevistados. Em meio a narrativas pessoais, fragmentos de memórias de infância e lembranças emocionantes e engraçadas, é possível desvendar conteúdos de algumas personalidades raras que fizeram história, como Walter Ono, Gian Calvi e Fernando Lemos. O site é parte integrante do Projeto Memórias da Literatura Infantil e Juvenil, uma iniciativa do Museu da Pessoa, com patrocínio da Comgás e Indiana Seguros, por meio da Lei de Incentivo à Cultura - Ministério da Cultura e Governo Federal, e com apoio do SESC-SP. O Projeto contempla oficinas de formação para capacitar educadores na utilização destes conteúdos em atividades pedagógicas. As primeiras oficinas foram oferecidas a um grupo de 30 profissionais, em outubro de 2008, em São Paulo, e serão ampliadas para novas cidades ao longo de 2009. A troca de experiências promovida nestes encontros gerou a publicação “Edição do Educador”, com lançamento previsto para o 1º. semestre de 2009. Durante o lançamento, haverá diversos pontos de internet espalhados no local para demonstração do conteúdo do site.

Um comentário:

Maria Concurseira disse...

Alessandra,
aqui quem escreve é a mãe da Linda do blog www.lindalindoca.blogspot.com
Escrevo apressadamente para agradecer o seu comentário no blog da minha filha em relação ao seu livro da fada emburrada.
Peço inicialmente desculpas por ela não ter mencionado o nome da autora, mas isso será corrigido por mim (espero que você entenda, pois ela tem apenas 6 anos e procuro deixar o blog bem do jeitinho dela).
E também quero lhe dar os parabéns pelo livro. A Linda adorou.
A leitura foi uma sugestão da escola.
Espero encontrar outros livros seus lá.
abraços
Maria Adélia Arueira