quinta-feira, 30 de abril de 2009

Comissão julgadora do Concurso do Blog - texto

Hoje é dia de trabalho para a comissão julgadora que vai escolher os vencedores do Cuncurso Contos, cantos e encantos, em homenagem à escritora Tatiana Belinky. Os seis melhores limeriques ( três na categoria adulto e três na categoria infantil) serão escolhidos esta noite por uma turma de feras das letras! Os três jurados encarregados de analisar os poemas são escritores da Casa de Autores, com vários livros publicados. Apresento-lhes um a um com a sugestão de que conheçam também suas obras e suas atividades:

Vera Lúcia Dias nasceu no Rio de Janeiro e há vários anos vive em Brasília. Tem formação em música e adora escrever e contar histórias. É autora de mais de quinze livros, todos para crianças, e agora prepara uma bela coleção baseada na pesquisa das tradições orais brasileiras e nos brinquedos cantados.

Lucília Garcez é mineira, mas foi criada na capital do país. Atuou como professora de Letras na Universidade de Brasília e estagiou na Universidade de Lisboa, como bolsista do Instituto Camões. Lucília é mestre em Literatura, doutora em Linguística e está sempre participando de comissões julgadoras de prêmios literários e projetos educacionais. Como escritora, já publicou 12 títulos, a maioria destinada ao público infanto-juvenil e muitos deles em parceria com o artista gráfico Jô Oliveira, que também faz parte do júri do concurso.

João Bosco Bezerra Bonfim nasceu no Ceará e ainda menino mudou- se para Brasília, onde vive até hoje. Mas sua vivência do sertão, reconfirmada nas constantes viagens, o levaram a admirar as histórias narradas pelos mais antigos. Contadas na varanda das casas, as narrativas de valentia ou de assombração da tradição oral brasileira são tão ricas como quaisquer outras da literatura universal. Graduado em Letras, com Mestrado e Doutorado em Linguística, tem pesquisado muito sobre o cordel brasileiro. Com duas dezenas de livros publicados, vários deles para crianças, João Bosco e seu vaqueiro voador, personagem que encarna ao falar do cordel, tem atuado em escolas, feiras e festas literárias, contando histórias e ministrando oficinas sobre a arte de ler e criar. Saiba mais sobre o autor no blog http://folhetodecordel.blogspot.com e no site http://www.lavrapalavra.com.br



2 comentários:

Danilo Macedo Marques - 35 anos disse...

Senhores e senhoras da comissão
Que o estro de Lear dê a iluminação
E seja uma festa de versos
Com o povo nas letras, submerso,
Numa gostosa limericação.

Alessandra Roscoe disse...

Gostei de ver, Danilo! Comentáriolique!