quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

Ditadura, nunca mais!

Passei o carnaval bem longe de qualquer folia. Só ouvi o canto dos passarinhos, pois moro num lugar privilegiado rodeada de reservas com vista para o Lago Paranoá. No clima de calmaria, resolvi rever, desta vez com as crianças, a minissérie: Os Anos Rebeldes. Não vivi os anos de chumbo e não bastou apenas tentar explicá-los à Beatriz e ao Felipe. As perguntas surgiram quando começamos a falar sobre a provável candidatura da Ministra Dilma Roussef à Presidência da República. Eles quiseram saber mais sobre ela e contei, meio que narrando uma história triste vivida por personagens reais. As explicações foram insuficientes e entendo, não acho que seja poss´vel explicar todo o horror daqueles 20 anos. Passamos todo o Carnaval assistindo aos DVDs, comentando, lembrando de histórias daquela época narradas por amigos e parentes que enfrentaram a repressão. Ontem, Felipe que tem seis anos, perguntou pensativo para a avó se ela já havia nascido na época da ditadura militar, a avó meio cabreira, mas orgulhosa da sabedoria particular do neto, respondeu que se casou no ano em que tudo começou: 1964. Ele ficou pensativo, fez reflexões e comparações mentais com o que aprendeu e viu sobre os tais anos rebeldes e sem pestanejar concluiu:
"Ainda bem que eu já nasci na ditamole!"

Um comentário:

Adriana disse...

to ate vendo o cidadao falando...