segunda-feira, 26 de janeiro de 2009


Os livros que falam sobre o amor aos livros geralmente me encantam. No livro que indico hoje, o carinho se multiplica pois além da história ser deliciosa e muito bem escrita, o autor tem um lugar muito especial em meu coração! Hildebrando é meu primo, pessoa incrível e escritor talentoso com vários títulos publicados, foi também um grande incentivador de meu encontro com a literatura infantil.
A Traça que traça Traça, de Hildebrando Pontes Neto com Ilustrações de Humberto Borém, publicado pela Mercuryo Jovem, costura uma aventura e tanto pelo universo dos livros ao narrar as aventuras de Tracilda, uma traça de família tradicional, educada para comer livros novos e não apenas resíduos ou livros cheirando a bolor. Hildebrando poetiza, brinca com as mais diversas situações e resgata a criança que há em todos nós, quando faz Tracilda encontrar a tagarela Emília de Monteiro Lobato. A Traça de linhagem fina de repente se vê caidinha por um cupim sem estilo, encontra uma aranha fiandeira e até mesmo um vírus de computador. Quer saber mais? Então, trate de traçar o caminho mais próximo para a livraria e mergulhe na encantadora história da Traça que traça Traça!

3 comentários:

Anônimo disse...

Eu´gostei muito da história e fiquei morrendo de vontade de conhecer a Tracilda. Será que encontro o livro aqui em Campo Grande?
Sou a Joana, tenho 10 anos e adoro o seu blog. Também quero conhecer melhor os seus livros.
Muitos beijinhos da Jô

João Paulo disse...

Eu gostei foi dessa coisa de vírus de computador! Adoro livros e aventuras também.Claro que também adoro computador, estou aqui, né?
Você só conta história em Brasília ou vai para outras cidades também?
Um dia você podia vim na minha cidade. Eu moro em Gurupi no Tocantins, conhece! Faz um calorzão danado aqui, mas é bom poruqe a gente refresca com picolé!
O Jacaré Bilé só gosta de Tapioca, ou que nem eu adora picolé?
João Paulo

Alessandra Roscoe disse...

Joana e João Paulo,
Fiquei muito feliz com o recadinho de vocês! Saibam que toda segunda-feira indico aqui um livro legal. O da Traça é da Mercuryo Jovem, vou procurar saber onde comprá-lo em Campo Grande, viu, Joana? Mas acho que você for numa das grandes livrarias e encomendar eles compram e entregam pra você. João, eu não conheço Gurupi pessoalmente, mas tive pessoas da família que moraram aí e me falaram do calor. Agora uma prima se mudou de Palmas para Gurupi. Eu também adoro picolé e imagino, que no calor do sertão do Ceará, o Bilé vai adorar picolé também. Prometo que vou perguntar a ele e depois conto pra você, tá bem?
Um grande beijo,
Alessandra